O Ministério do Sabático é um burgo de inspiração em várias formas - blog, podcast, fotografia - que quer puxar a brasa aos malucos que, como eu, andam insanos por viver. Bola prá frente que atrás vem gente! 

 

Primeiro era aquela comichão intelectual. Parar e ir viajar. Depressa era confrontada pela realidade. As desculpas e responsabilidades eram várias, e portanto arrumava rápido a ideia peregrina. Mais tarde - na reforma, quem sabe.

 

Depois arranjei sarna para me coçar. Comecei a ler uns livros, ver uns vídeos, a seguir umas almas que andavam a laurear a pevide. Bad idea .... Ao mesmo tempo, a vida começou a dar-me dicas que me foram empurrando nesse sentido: pouco a pouco um esgotamento profissional, emocional e físico que começaram a manifestar-se.

Numa fatídica noite de banco no hospital, dei as últimas. Faltavam duas semanas para fazer 29 anos, estava sozinha num país que não era o meu, a fazer um estágio que estava a dar cabo de mim. A vida casa trabalho - trabalho casa, por que tanto tinha lutado, não me estava a preencher. Ora porra! Vou celebrar os 30 no Rio, e isso vai ser a meio do meu ano sabático.

Daí em diante toda a minha concentração foi canalizada. E agora, com os 5 continentes no passaporte, 3 discos rígidos com fotografias, novas skills, alma cheia e uma conta bancária vazia, voltei para contar.